Registro de espécie rara na Serra do Urubu indica a boa recuperação da floresta

Registro de espécie rara na Serra do Urubu indica a boa recuperação da floresta

Em novembro de 2015 o ornitólogo brasileiro Dante Buzzetti permaneceu sete dias acampado no meio da floresta na reserva particular da SAVE Brasil, na Serra do Urubu, estado de Pernambuco, Brasil.
A Serra do Urubu é um dos últimos fragmentos significativos de Mata Atlântica na região Nordeste do Brasil e abriga 261 espécies de aves, sendo 10 globalmente ameaçadas. O objetivo do ornitólogo, que contou com o apoio da SAVE Brasil, era justamente achar as espécies mais raras nessa floresta. Seu esforço deu certo e ele conseguiu registar dois indivíduos da anambé-de-asa-branca (Xipholena atropurpurea), espécie considerada Em Perigo (EN) segundo a lista da IUCN. O anambé-de-asa-branca é uma ave de grande porte que se alimenta de frutos, dependente de matas bem preservadas para viver. A presença dessa espécie na reserva confirma o bom estado de conservação da floresta e a recuperação de áreas que haviam sido degradadas antes da área se tornar protegida. Além disso, a beleza de sua plumagem atrai observadores de aves e amantes da natureza representando mais um atrativo para os visitantes da reserva que buscam o contato com a natureza e a observação da vida selvagem.