1º Censo Simultâneo de Aves Limícolas na América do Sul registra mais de 18.700 aves

A SAVE Brasil liderou, no Brasil, o 1º Censo Simultâneo de Aves Limícolas na América do Sul. Esse é um projeto da Western Hemisphere Shorebird Reserve Network – WHSRN – com parceiros em vários países com o objetivo de atualizar as estimativas das populações de aves limícolas.
P_20190127_073155_vHDR_Auto

O censo foi realizado em todo litoral gaúcho até o Sul de Santa Catarina. Nessa região é encontrado um complexo lagunar costeiro, estuários e extensas faixas de areia, que são importantes habitats utilizados para repouso e alimentação de aves limícolas residentes e migratórias. Milhares de aves limícolas migratórias chegam na região todos os anos depois de viajar mais de 10mil km para passar o período de invernada (período não reprodutivo) no país.

Dentre os locais onde o censo foi realizado, está o Parque Nacional da Lagoa do Peixe – RS, onde podemos encontrar uma concentração incrível de milhares de aves. O parque é reconhecido como Sítio Ramsar* pela importância para conservação das áreas úmidas, ambiente essencial à sobrevivência das aves limícolas.

Bando de maçaricos-brancos (Calidris alba) registrado durante o censo. Foto: Karlla Barbosa

Bando de maçaricos-brancos (Calidris alba) registrado durante o censo. Foto: Karlla Barbosa

A realização do censo teve a participação de mais de 20 voluntários, entre estudantes acadêmicos, especialistas e observadores de aves. Para preparar as equipes a gerente do Programa Aves Limícolas da SAVE Brasil, Juliana Bosi e o professor, pesquisador e idealizador do censo Nathan Senner conduziram um workshop de capacitação. O objetivo foi uniformizar métodos de identificação e contagem e, dessa forma, padronizar a metodologia em todos os países envolvidos.

O censo foi conduzido, nos mesmos dias, no Brasil, Uruguai, Argentina, Chile e Peru. Desse modo, evita-se que indivíduos que se deslocam de uma área ou país para outro, sejam contados duas vezes.

No total, foram percorridos 630 km observando aves limícolas em diferentes tipos de habitats como praias, lagoas, dunas e restinga. Foram contadas 18.728 aves durante o censo, incluindo o maçarico-acanelado (Calidris subruficollis) que está ameaçado de extinção, e o maçarico-branco (Calidris alba) – espécie mais abundante do censo com mais 8 mil indivíduos contados.

Para a realização do censo a SAVE Brasil contou com o patrocínio da WHSRN, USFWS-NMBCA, Instituto Neoenergia, Bobolink Foundation e BirdLife International, e apoio do CECLIMAR/UFRGS, LAATM-FURG, MCT-PUCRS, LOAM-Unisinos, COA-POA, CEMAVE/ICMBio, PARNA Lagoa do Peixe, Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca.

* Sítio Ramsar – Zonas Úmidas de Importância Internacional – é o instrumento adotado na Convenção Ramsar, um tratado intergovernamental proteção de áreas úmidas aprovado em 02 de fevereiro de 1971 durante o encontro realizado na cidade Ramsar no Irã.

 

IMG-20190125-WA0006 IMG-20190125-WA0008 IMG-20190126-WA0022 IMG-20190126-WA0033 IMG-20190126-WA0029